Cama compartilhada: 10 razões para dormir junto de nossos filhos!




Cama compartilhada, todas vantagens que oferecem ao bem estar do bebê e da mamãe!

Olá pessoal, tudo bem?


Vamos prosear hoje sobre a saúde e bem estar dos nossos bebês, para isso vamos prosear sobre cama compartilhada.


Cama compartilhada

Como esse é um tema que gera muita especulação, perguntas, inseguranças e dúvidas, achei que seria uma boa hora para prosearmos sobre o assunto.

Tentando ajudar nessa questão fui pesquisar na internet para que pudêssemos aprofundar nossa prosa.
Achei 10 razões convincentes que me convenceram, e justificam que a cama compartilhada faz bem para o bebê e a mamãe são as que vou mostrar para vocês.

1)Uma família que dorme unida tira vantagem da facilidade com que um bebê pode ser amamentado, pois não é necessário buscar o bebê em outro quarto para amamentá-lo. Uma mãe que amamenta em uma “cama familiar” pode alimentar seu filho facilmente sem estar totalmente desperta e assim não deixa de obter o repouso de que necessita. Assim, dormir em família incentiva as mães a prolongarem a amamentação e todos os seus inumeráveis benefícios por mais tempo.


2)Falhas respiratórias são normais nos primeiros meses de vida e se não forem evitadas ou cuidadas podem causar a “síndrome da morte súbita infantil” (SMSI). Pesquisas recentes sugerem que dormir na cama,  pode ajudar a evitar essa triste ocorrência de duas maneiras. Primeiro, pequisas recentes mostraram que a respiração da mãe dá importantes pistas para o filho lembrar de puxar o ar depois de uma expiração, evitando assim a ocorrência da SMSI. Segundo, mesmo que esse sistema falhe, a mãe está próxima para ajudar, acordando a criança. Uma mãe que amamenta tem com seu filho ciclos de sono e sonhos coordenados, o que a torna altamente sensível ao bebê. Se estiverem dormindo próximos, ela acorda automaticamente se houver uma falha respiratória mais longa. Mas se o bebê estiver sozinho na cama, esta intervenção salvadora não será possível.


3)Em geral se considera a sufocação como um risco de se dormir em família. Mas esse risco só existe em duas situações: um bebê dormindo em um colchão de água, que o impede de se erguer quando necessário, e pais muito intoxicados com álcool ou drogas para atender a criança. É evidente que uma criança que sufoque por qualquer motivo (uma fita do pijama que se enrole no pescoço, vômitos durante o sono ou crises de asma) tem muito mais facilidade em acordar seus pais se estiver dormindo na cama perto deles, do que se estiver dormindo em outro quarto.


4)Qualquer perigo noturno é reduzido, se a criança tiver um adulto próximo. Crianças e bebês morrem em incêndios, sofrem abuso sexual de parentes em visita, caem da cama, são atacados por animais de estimação, sufocam com vômito e podem ser feridos ou morrer de vários modos que poderiam ser evitados por um pai ou uma mãe próximos.


5)Em geral se tem a impressão errada de que dormir em família facilita o abuso sexual da criança por um dos pais. Mas a verdade é o oposto. É bem menos provável que os pais que criam profundos laços afetivos com seus filhos permanecendo próximos e disponíveis tanto de noite como de dia, tenham atitudes agressivas de qualquer tipo contra as crianças que eles amam e cuidam. Por outro lado o fato de uma criança dormir sozinha jamais foi uma boa proteção contra um pai ou uma mãe com intenção de abusar sexualmente, e pode mesmo facilitar a manutenção do segredo de um dos pais.


cama compartilhada


6)O sono em conjunto também pode evitar a agressão da criança ajudando toda a família a obter o repouso necessário, principalmente quando a criança está sendo amamentada. A criança não precisa sofrer desnecessariamente nem chorar para chamar sua mãe, e a mãe pode amamentar semi-desperta. Toda a família acorda descansada, sem os ressentimentos das noites perturbadas pelo choro do bebê. É mais fácil um pai ou uma mãe exaustos agredirem o filho do que se estiverem descansados e tiverem compartilhado o sono tranqüilo da criança durante toda a noite.

7)O choro é um sinal que a natureza inventou para perturbar os pais, de modo que as necessidades da criança sejam atendidas. Mas o choro prolongado cria tensão para toda a família. Quanto antes as necessidades do bebê forem atendidas, mais tempo o bebê e toda a família poderão repousar, e mais energia terão no dia seguinte. Uma mãe que dorme junto do bebê pode utilizar as reações instintivas que uma mãe tem ao primeiro soluço de seu filho, e com isso evitar a necessidade de choro forte que é tão desconfortável para o bebê quanto para os outros membros da família.


8)Um sentimento profundo de amor e confiança costuma se desenvolver entre irmãos que dormem próximos, diminuindo a rivalidade entre os irmãos durante o dia. Irmãos que compartilham tanto a noite quanto o dia têm mais oportunidade de construir um relacionamento profundo e duradouro. Bebês e crianças que são separados de outros membros da família durante o dia (pais que trabalham, irmãos que vão à escola) podem se refazer parcialmente dessas ausências e restabelecer vínculos emocionais importantes passando a noite juntos, além do agradável início de manhã em família que em geral não seria aproveitado em outra situação. É claro que trabalhar em casa e desescolarizar podem reduzir as separações e aprofundar os laços familiares durante o dia, assim como o dormir em conjunto faz à noite.


9)Pesquisas sobre adultos em coma mostraram que a presença de outra pessoa no quarto melhora significativamente a freqüência e o ritmo dos batimentos do coração e a pressão arterial. Parece razoável supor que crianças e bebês também desfrutem desses benefícios à saúde dormindo com outras pessoas no quarto.


10)Uma criança que é igualmente cuidada de noite e de dia recebe confirmação constante de amor e apoio, em vez de precisar lidar com medo, raiva e sentimento de abandono noite após noite. Crianças que se sentiram seguras dia e noite ao lado de uma mãe ou de um pai amoroso irão se tornar adultos que lidam melhor com as tensões inevitáveis da vida. Como John Holt assinalou com eloquência, ter o sentimento de amor e segurança no início da vida, em vez de “estragar com mimos” uma criança, é como “dinheiro no banco”: um fundo de confiança, auto-estima e segurança interior a que a criança pode recorrer para enfrentar os desafios da vida.


cama compartilhada

Para afirmar mais nossas informações, um estudo recente, publicado por uma equipe da Universidade de Cape Town, na África do Sul, na revista Biological Psychiatry, também mostra que os recém-nascidos que dormem afastados da mãe, no moisés, sofrem mais estresse e, por isso, têm uma qualidade de sono 86% pior que os bebês que repousam junto à mãe.
Mesmo quem adoraria trazer o filho para o quarto acaba evitando a prática por temer que a criança nunca mais vá querer dormir de outra forma, o que acabaria com a privacidade do casal por tempo indeterminado.
Mas os casais que praticam cama compartilhada há bastante tempo, todos contam que depois de alguns anos, a criança passa a ansiar pelo próprio espaço (ao contrário daquelas que passam a infância “visitando” a cama dos pais de madrugada e são repreendidas).
Dividir a cama não é criar um ser dependente, é oferecer aconchego e carinho quando eles e os pais precisam. Essa ideia não cabe em toda família, mas ela existe e deve ser respeitada. Quando uma das partes (pais ou criança) manifestarem vontade de separar as camas, isso ocorrerá de forma tranquila. Converse com seu pediatra sobre o tema e esclareça suas dúvidas. A informação é sempre o melhor remédio.
Espero ter ajudado, e que vocês tenham gostado da nossa prosa!
                                           














*Imagens e informações pesquisadas pelo Google.

25 comentários:

  1. Cama compartilhada é uma delicia..

    Aqui durmo grudadinha com meu pequeno.. Se ele levanta e não me encontra, levanta também.

    Beijinhos,bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  2. Meu primogênito dormiu no mesmo quarto por um bom tempo, no início não na cama, pois deixei o berço ao lado. Já o meu segundo, já havíamos mudado de casa, e não dava para manter o berço ao lado, então deixava no berço durante o dia, mas a noite acabava levando para a cama...
    Como disse, é bem prático para a amamentação, principalmente no início que as mamadas tem intervalos menores, e a mamãe está bem cansada por causa da nova rotina!
    Sou super fã da cama compartilhada, acho uma delícia!!!
    Adorei o post,
    Beijos
    Camila
    www.baudemenino.com.br

    ResponderExcluir
  3. Já sou uma moça e as vezes ainda sinto vontade de dormir com a mamãe, mas não caibo mais lá :( hahah uma pena, é muito bom compartilhar cama ,<3
    beijocas

    Meu blog ♥

    ResponderExcluir
  4. Super amei a postagem. Desde o primeiro dia que nasceu até agora meu baby dorme grudadinha comigo. E eu adoro. Pretendo deixá-lo dormir no quarto dele quando eu começar a alimentá-lo com comidas sólidas e quando ele estiver com 6 meses. Creio que será ótimo para todos da família. Super perfeito sua postagem. Tudo de bom. Abraços! http://www.rubiasolbakken.com/

    ResponderExcluir
  5. Olha só que interessante o post, eu sempre achei que era ao contrário. Ótimo conteúdo.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  6. Muito interessante, estou pensando em arrumar o quarto do meu bebe, que em nome de Jesus em breve estara nos meus braços, mas mesmo o berço no meu quarto ele vai dormir comigo na minha cama rsrs, amei o post.. Beijos Mariiah
    Aguardo sua Visita-> My Book Makeup

    ResponderExcluir
  7. Olha só pensando por esse lado quantos
    benefícios ter cama compartilhada em
    gosto tanto que repetir com a segunda kk
    mais confesso que o amor
    só aumenta mesmo

    Linda Sexta!!
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
  8. São ótimos motivos, mas continuo sendo contra... Talvez por não ser mãe e ver por um lado mais "frio"...
    Acho que a criança deve ter sua própria caminha desde bebê, assim ele já se acostuma a não depender dos pais para dormir... Vai que um dia os pais querem sair e deixa o bebê com a avó ou coisa assim, penso muito por este lado...
    Beijos

    Little Bit of Glamour

    ResponderExcluir
  9. Que legal esse texto, quando meu filho nasceu ele dormia comigo e assim foi por uns meses.
    Hoje ele dorme no quarto dele, mas gosta que eu durma com ele e tem dias que pede pra que eu fique com ele, quer dormir agarrado comigo. rsrs
    É muito gostoso. Obrigada por compartilhar.
    Bjão

    www.blogdajeu.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Meu filho dormiu no berço em meu quarto até os 6 meses, e dps colocamos ele no quartinho dele...
    Com 2 aninhos compramos a caminha dele, ele dorme sem problemas no quarto, e de vez ou outra ele acorda e vem dormir com a gente...acho uma delícia, mas acho importante ele ter o cantinho dele...mas lógico isso depende de cada caso familiar!!!!
    Ótimo post!
    Lindo fds!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  11. Meus três filhos dormiram um período comigo e meu esposo e eu achava tão gostoso poder dormir agarradinha com eles ...... Adorei essas 10 razões e concordei com todas , eu nunca parei pra pensar nessas razões .... rsrsrs adorei a imagem com a escrita na foto da Rapunzel .

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Acho bacana dormir com os filhos, sei que quando vai crescendo vai ficando meio desajeitado na cama rsrsr
    Mas até hoje meu filho tem 5 anos, ele dorme na minha cama eu com o pai dele, e não me incomoda, acho até gostoso, todos juntos. mas quando ele pega no soninho mesmo, eu levo pra caminha dele, e assim vai todos os dias
    Gostei demais das 10 razões, é super importante sabermos disso
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Eu dormi muito tempo com meus pais rsrs
    Até os meus 7 e 8 anos eu acho rs
    Pois meu pai trabalha a noite e eu ficava com a minha mãe .
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Amei a ilustração do post!
    Quanto o compartilhamento de cama com a criança, eu tenho uma postura mais conservadora: acho que o casal precisa também ter seus momentos individuais, já que a criança consome a atenção da mãe durante o dia inteiro.

    bjs
    WWW.PAINELPARACONGRESSO.COM

    ResponderExcluir
  15. Confesso que se pudesse os meninos dormiriam comigo sempre, mas além da cama ser pequena eles precisam ter o espaço deles também. Mas volta em meia eles aparecem de madrugada para ficar do meu lado.

    ResponderExcluir
  16. oi tudo bem?
    As razoes realmente são otimas, traz benefios para os pais e para os filhos né, adorei saber melhor.
    bjs
    http://clubedabelezaemaquiagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Apoio que tudo tem seu tempo, compartilhamos a cama por aqui durante um tempo que pra gente foi razoável e serei sincera? Não me arrependo mesmo
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Nanda, sempre dormi com meus bebês. Me dava muito mais segurança !!! E na hora certa , eles mesmo se desvinculam sem traumas e estresses.
    besitos

    blogmeamarro.com

    ResponderExcluir
  19. Meu filho nunca quis dormir na cama com nós, até hoje ele se debate o tempo todo e uando dorme soinho nem se mexe na cama. Adorei seu post!
    Bjcas e uma ótima semana para você!
    http://www.estou-crescendo.com/

    ResponderExcluir
  20. ótimas dicas para as mamaes de primeira viagem .. quando eu tiver um filho n vou deixar ele longe de mim mesmo run' ... bjinhos linda .. obrigado pelas dicas =D

    ResponderExcluir
  21. Eu ainda não sou mãe, mas imagino que deva ser uma delícia dormir com o filho. Eu sempre dormia com meus pais.
    XoXo
    Mah

    ResponderExcluir
  22. Amiga, eu escolhi compartilhar e foi muito bom pra nós fora os benefícios.
    E no descompartilhar tb super traquilo... desde o ano passado ele dorme numa boa no quarto dele.
    bjs

    ResponderExcluir
  23. Adorei o post, eu nem sabia que as pessoas achavam que tinham problema o bebê dormir com os pais, mas com certeza tem muitos benefícios, esse post vai ajudar muita gente!
    lepetitblondie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Aqui prefiro compartilhar a cama de manhã cedinho e olhe lá ... eu me mexo muito e luma também .. nos machucamos muito ... kkkkkk .... mas pra quem gosta ... bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  25. Eu fui criada até os 2 anos dormindo na minha caminha ao lado da cama dos meus pais.
    Depois dividia a cama com minha irmã, tive uma infância muito feliz.
    Sempre tive muito amor e carinho.
    Sou muito a favor de deixar a criança escolher a hora dela.
    Bjus.
    Vera Sanches.

    ResponderExcluir

É sempre bom saber que você tirou um tempinho para me visitar e comentar.

Isso me deixa muito feliz e agradecida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...